Peeling físico ou químico?

17 de fevereiro de 2017

Qual a diferença entre peeling químico e físico? Você já se perguntou isso? No comércio, muito se fala na falavra peeling, que vem do inglês como a idéia de descamar a pele com uso de fatores externos.

Um bom exemplo de peeling físico é a famoso Diamante. Ele pode ser usado após uma limpeza de pele ou isolado e retira as camadas superficiais da epiderme com uma raspagem feita por um jato de bicarbonato. Isso facilita a entrada de ativos e renova as células da pele.

Já o peeling químico faz uso de ácidos para atigingir este objetivo. Um dos mais conhecidos é o retinóico, que apresenta várias concentrações, dependendo do resultado que o profissional quer atingir no paciente.

Além dele, ainda existem o ATA, ácido glicólico, mandélico, fenol e por aí vai. São inúmeros os tipos de produtos e suas concentrações. Nem todos os tipos de pele podem usar qualquer um desses ácidos e o principal efeito colateral são manchas após o procedimento!

Só tenho mais uma pergunta: já reaplicou seu protetor solar hoje?

Deixe uma resposta